Sexta, 23 de fevereiro de 2024
31 98695-0049
Brasil

27/11/2023 às 15h52

85

Redacao

Vespasiano / MG

Servidor morre em escadas na Cidade Administrativa
Marcos Tadeu Rozemberg, de 66 anos, era funcionário da Secretaria de Estado de Saúde (SES); secretário prestou primeiros socorros
Servidor morre em escadas na Cidade Administrativa
Elevadores estão em manutenção há mais de uma semana

Um servidor da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) de 66 anos morreu, na manhã desta segunda-feira (27 de novembro), dentro do prédio Minas da Cidade Administrativa, no bairro Serra Verde, em Belo Horizonte. Segundo servidores, a morte teria ocorrido após o servidor Marcos Tadeu Rozemberg ter subido de escada por seis andares após os elevadores do prédio estragarem, há mais de uma semana.


A morte foi confirmada pelo governo de Minas, que lamentou o ocorrido e prestou "condolências" aos familiares, colegas e amigos do servidor efetivo. "Um servidor teve um mal súbito e foi atendido imediatamente por médicos da SES que estavam no local, inclusive pelo Secretário de Saúde, Fábio Bacheretti, mas não resistiu. As causas e as circunstâncias da morte serão apuradas", detalhou o Estado.


Conforme uma funcionária da SES-MG, que preferiu não ser identificada, todos os 22 elevadores do prédio estão sem funcionar desde a última segunda-feira (20). Para atender à demanda, os quatro elevadores privativos, normalmente usados pelas autoridades estaduais, teriam sido liberados.


"Ele conseguiu subir de elevador até o 7º andar e teve que subir o restante (até o 13º andar) de escada. Teve uma parada cardíaca. O próprio secretário de saúde tentou reanimar a vítima", detalhou.


"A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão informa que foram detectadas falhas no funcionamento de alguns elevadores do prédio Minas, na Cidade Administrativa, no fim da semana passada. Por medida de segurança e precaução, desde então, os demais elevadores do prédio foram desligados. A empresa responsável pela manutenção foi acionada e está providenciando um laudo, que deverá ficar pronto nos próximos dias", respondeu o governo de Minas sobre a falha nos elevadores.


Servidor morto ia pedir para ficar em teletrabalho


Ainda de acordo com os colegas de trabalho de Marcos, ele teria ido, nesta segunda-feira, até a Cidade Admistrativa justamente para pedir para continuar em teletrabalho por conta dos elevadores com defeito.


"Na segunda-feira passada, fomos todos dispensados pela falta de condições de saúde e segurança no trabalho, em razão dos elevadores. Mas as chefias foram começando a reconvocar para o presencial, mesmo a situação estando a mesma. Ele tinha ido (até o prédio) para pedir para ficar em teletrabalho, justamente por causa das escadas", revelou a servidora — que não será identificada.


Na nota enviada, o governo de Minas disse ter autorizado o teletrabalho para os servidores do prédio Minas "enquanto o funcionamento dos elevadores não é retomado". "Ainda, caso necessário, podem utilizar os elevadores privativos que estão liberados", completou a nota.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2024 :: Todos os direitos reservados